E-mail: contato@clubepets.com.br

Blog

18/08/2021

Cuidado: plantas tóxicas para cachorros! Conheça quais evitar

Encontramos plantas e vegetação por todos os lugares, seja em um passeio no parque ou em nossa casa, às vezes na decoração, outras no jardim. Independe de onde estivermos, precisamos nos certificar que o ambiente ao redor é seguro para nossos pets, afinal, existem várias plantas tóxicas para cachorros. Iremos listar a seguir quais delas você deve afastar de seu cão. Assim, você manterá seu dog seguro seja qual for o ambiente.

Plantas tóxicas para cachorros

Há alguns motivos que levam cães a ingerir plantas, desde brincar com elas ao estresse. Se o cachorro for acostumado a comer hortaliças ou estiver curioso com a textura, cheiro e cor da planta ele poderá comê-las também.

Por isso, todo cuidado é pouco sobre quais plantas estarão no seu ambiente, principalmente as que estarão ao alcance do seu cão. Se seu pet for filhote, a atenção deve ser redobrada, pois ele ainda estará descobrindo o mundo, essa curiosidade e energia o deixarão menos criterioso em relação à alimentação.

Confira algumas das plantas tóxicas para cachorros:

  • Azaleia (Rhododendron simsii);
  • Antúrio (Anthurium sp);
  • Arnica (Arnica Montana);
  • Arruda (Ruta graveolens);
  • Alamanda (Allamanda carthatica);
  • Beladona (Atropa belladona);
  • Bico de papagaio (Euphorbia pulcherrima);
  • Camará (Lantana camara);
  • Cartucheira (Brugmansia suaveolens);
  • Cheflera (Schefflera arboricola);
  • Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia spp.);
  • Copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica);
  • Costela de Adão (Monstera deliciosa);
  • Coroa de cristo (Euphorbia milii);
  • Espada de São Jorge (Sansevieria trifasciata);
  • Espirradeira (Nerium oleander);
  • Fícus (Ficus spp);
  • Filodendro (Philodendron);
  • Folha da fortuna (Kalanchoe spp.);
  • Hibisco (Hibiscus);
  • Hortênsia (Hydrangeia macrophylla);
  • Jiboia (Scindapsus aureus);
  • Lírio da paz (Spathiphylum wallisii);
  • Lírio (Lilium spp. e Hemero-callis spp.);
  • Mamona (Ricinus communis);
  • Palma de Ramos (Cycas revoluta);
  • Primula ou primavera (Primula abconica);
  • Samambaia (Pleopeltis pleopeltifolia);
  • Violeta (Saintpaulia ionantha).

Efeitos de intoxicação por plantas em cachorros

Os efeitos da intoxicação irão variar conforme as plantas consumidas, cada uma delas tem substâncias diferentes com efeitos e graus de envenenamento divergentes.

Em casos de suspeita ou qualquer sinal de intoxicação, consulte um médico veterinário. Para intoxicação por plantas desconhecidas, se puder, leve um pouco dela e tire fotos, para ajudar o profissional a identificar as toxinas. Preste atenção em qual parte foi consumida, dependendo da espécie, há diferença entre ingerir as folhas, flores ou caule.

Sintomas gerais que podem ser observados:

  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Irritação na boca, nariz, garganta e pele;
  • Convulsões;
  • Ressecamento da pele;
  • Tremores.

Como evitar a intoxicação por plantas em cachorros

Entre as plantas listadas estão algumas das preferidas para decoração e outras ervas comumente usadas em nosso dia a dia. Algumas encontramos facilmente ao caminhar pela rua. Como podemos ajudar nossos pets a ficarem afastadas delas?

Cuidado ao permitir que o cachorro coma plantas na rua

A primeira dica é: ensine seu cão a não comer plantas na rua, sabemos que alguns cães amam fuçar no lixo e canteiros, mas tente gradualmente afastá-los desse hábito, sempre reforçando positivamente quando se comportarem e não gratificando o comportamento oposto.

Evite ter em casa plantas tóxicas para cachorros

Parece óbvio, mas evite cultivar dentro e fora de casa as plantas dessa lista.

Sempre que for trazer uma muda nova, ou pensar em adquirir uma planta, vale consultar seu veterinário sobre a toxidade dela para o cão.

Caso ainda prefira cultivar alguma dessas variantes, certifique se que o cão não possui acesso à área, seja isolando a planta ou cultivando no alto, fora do alcance dele.

Quais plantas posso oferecer ao meu cão ?

Nem todas as plantas são tóxicas, existem as que podem até ajudar o sistema gastrointestinal do seu cachorro, outras que são inofensivas e são permitidas para decoração.

Há alimentos podem ser consumidos in natura, outros precisão de cozimento ou certo manuseio, confira em nossa lista quais alimentos são permitidos, clique aqui.

Para cães viciados em plantinhas uma alternativa é a graminha de trigo, você pode fazer a sua em casa ou comprar o produto pronto, elas servem para distrair seu cachorro, podendo ser usadas no enriquecimento ambiental e ajudam o estômago do pet.

Agora que você conhece quais plantas pode ou não oferecer para o seu cão, que tal organizar seu jardim ou decoração de casa para ser um ambiente seguro para seu cachorro?

Nós do Clube Pets priorizamos a segurança do seu cão, em nossa creche para cachorros em Curitiba, temos um espaço ao ar-livre sem plantas tóxicas para cachorros.

Seu cão comeu alguma planta suspeita? Gostaria de consultar algum de nossos veterinários sobre o assunto? Entre em contato, clique aqui ou nos chame no WhatsApp.

creche para cachorro, Saúde caninca , ,
About admin

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *